Palácios, natureza e teleférico em Teerã

teera

Na minha segunda vez em Teerã, depois de ter visitado várias cidades pelo país, voltei para a capital do Irã para pegar o voo de volta a Istambul. Aproveitei meu último dia para passear só pela região norte porque ali tem vários atrativos legais que eu queria visitar.

Também escrevi outro post sobre o que ver e fazer em Teerã. Confira aqui.

Ao norte de Teerã, em Tarjish (última estação do metrô da linha vermelha), moram as famílias de classe alta. Essa região está mais perto das montanhas, tem shopping de luxo, teleférico, a mesquita mais linda que vi na cidade, um bazar bacana e palácios (que agora são museus) belíssimos.

Teleférico e estação de esqui
No inverno, muitos iranianos aproveitam para esquiar na Cordilheira Alborz. A estação de esqui mais próxima da capital do Irã é Tochal, que está a quase 4 mil metros. É possível chegar lá de teleférico e foi o que eu fiz.

teerã
Bela vista do início da estação de teleférico

Estive em Teerã em maio, já era quase verão e havia pouca neve, mas mesmo assim quis conhecer essa região e fiz o passeio de teleférico que funciona o ano todo. Para chegar até as cabines tem que ir até a última estação de metrô da linha vermelha (Tarjish) e de lá pegar um táxi até Tochal, são cerca de 15 minutos de carro.

O táxi vai te deixar lá embaixo e dali são 2km caminhando até o teleférico. Outra opção é pegar um trenzinho para subir. Recomendo fazer isso. Eu não sabia que tinha essa opção e subi os 2 km caminhando com muuuito calor. Cheguei no teleférico já bem cansada.

As cabines são fechadas e você pode escolher quantas estações quer subir. Se não me engano há 3 paradas e a última é a estação de esqui mesmo. Eu não cheguei até a última porque não fui preparada, estava de sandália e me disseram que lá em cima ainda tinha um pouco de neve. Mesmo assim, a vista da penúltima estação e o passeio em si foi uma delícia!!

tochal-cabine-teerã tochal-cabine-teerã

Fique de olho porque o teleférico não funciona todos os dias. Segundo o cara da bilheteria me explicou, mas não estou tão certa das datas, abre de 3f a 6f. Para não perder a viagem, peça para alguém do seu alojamento ligar antes.

A temporada de esqui em Tochal, geralmente, vai de dezembro a maio. Quem gosta de escalada também pode aproveitar para subir o Damavand, que tem 5671 metros de altura. Essa montanha é um dos pontos mais visitados do país e fica a 70 quilômetros de Teerã. Aliás, a melhor época para escalar o Damavand é durante o verão, de junho a setembro.

Shopping Center
Talvez a última coisa que você pense em visitar no Irã é um shopping center, mas confesso que gosto de passear por todos os lugares quando estou viajando e estava sentindo falta de um pouquinho de algo conhecido. Por isso decidi conhecer dois shoppings na região.

O Galleria Center é super luxuoso e tem muitas lojas de grife. Aproveitei para almoçar ali mesmo e descansar um pouco as pernas. Outro shopping ali perto é o ARG Commercial Complex, um dos mais novos e com várias salas de cinema. Esse shopping fica próximo da Tajrish Square.

Mesquita Imamzadeh Saleh
Essa foi uma das mesquitas mais lindas que visitei no Irã e olha que vi muitas!! A Imamzadeh Saleh está bem pertinho da estação de metrô de Tajrish e ao lado do bazar.

Imamzadeh Saleh 3-teerã

Eu adorei suas cores, seu burburinho e o seu interior todo espelhado. Essa não é uma simples mesquita é também um lugar de peregrinação porque ali está enterrado Saleh, o filho de Musa al-Khadhim, o sétimo Imã xiita. Os imãs são os sucessores espirituais e políticos do profeta islâmico Maomé.

Imamzadeh Saleh

Nessa viagem aprendi a diferença entre mesquita e santuário (shrine em inglês). Todo santuário é uma mesquita, mas não todas as mesquitas são shrines. Para ter esse status é preciso que algum religioso esteja enterrado ali dentro. Por isso, a grande maioria dos shrines são lugares de peregrinação e geralmente são mais visitados.

Tajrish Bazar
Esse é o segundo bazar mais famoso da capital do Teerã, depois do Grande Bazar. Sinceramente, gostei muito mais deste por ser menor, ter um pouco menos de gente e achei mais organizado.

tajrish-souk tajrish-souk

Gosto mesmo é de observar os locais fazendo suas compras do dia a dia. Assim como outros bazares do Irã, este tem muitas lojinhas de frutos secos, roupas, chás, perfumes, temperos, bijouterias e por aí vai.

Complexo Sa´dabad
Aos pés das montanhas, em uma enorme área arborizada e tranquila fica o Complexo Sa´dabad que foi construído para ser a residência de verão dos reis Qajar e depois também foi o lugar escolhido como casa de férias do Xá Phalevi.

Depois da Revolução Islâmica, esses palácios foram transformados em museus e hoje há 10 para visitar nesse complexo. Para cada um é preciso comprar um ticket diferente. Eu visitei só o Palácio Nacional. Ali é possível ver os móveis luxuosos que a família do Xá utilizou durante sua dinastia. É realmente um desbunde, bem ao estilo europeu.

Sa´dabad-complex-teerã
Jardins do complexo

Além de visitar os museus, tem um militar, outro da água, um de artes, etc, é uma delícia caminhar pelas ruas arborizadas, tomar um sorvete ou um café e descansar um pouco das agitadas ruas de Teerã.

Esse complexo fica a uns 20 minutos caminhando do metrô de Tajrish, ladeira acima. Como você pode ver, o norte de Teerã tem vários atrativos, por isso vale guardar só um dia para conhecer essa região. O roteiro que eu sugiro fazer ali é nesta ordem: teleférico, shoppings, complexo Sa´dabad, mesquita e bazar.

Onde se hospedar
Na minha segunda visita a Teerã eu fiquei hospedada duas noites no Hi Tehran Hostel, na filial da Enqelab Street e adorei. O hostel fica perto do metrô Ferdowsi (linha amarela) e de vários cafés e restaurantes.

O prédio é novo, bem acolhedor e o hostel tem apenas 6 quartos (para casal e também mistos). Eu fiquei num quarto individual com vista para o pátio interno, que é uma graça. Os banheiros ficam do lado de fora, mas cada andar tem dois. O pessoal que trabalha lá é super simpático e mega prestativo.

Hi-Tehran-Hostel

Hi-Tehran-Hostel
Aproveitando para trabalhar um pouco na sacada do hostel

O hostel tem uma sala e uma cozinha bem grande, além do pátio, que são ótimos lugares para conhecer outros viajantes. O café da manhã é tipo buffet estilo iraniano: melância, queijo, geleia, pão, chá, pepino e tomate. Realmente gostei da ¨vibe¨ desse lugar e recomendo esse alojamento.

Hi-Tehran-Hostel

Se quiser saber mais sobre o Irã, não perca estes posts:
– Dicas valiosas para viajar pelo Irã
– O que visitar em Teerã
– Cozinhando comida persa

Participe e deixe seu comentário.