10 razões para viajar com seu namorado

Quem me conhece sabe que eu gosto de viajar sozinha. Eu não tenho o menor problema em encarar a estrada e sair por aí sem companhia, mas ultimamente cheguei a conclusão de que viajar com alguém também pode ser uma super experiência. E se essa pessoa for seu namorado, parceiro, amigo, esposa, peguete, o cara da vez, ou seja lá que nome você queira dar, melhor ainda!!

Cada um tem a sua receita para dar certo e fazer com que uma viagem a dois seja um prazer e não uma tortura. Eu acho que uma das principais coisas para que isso aconteça é ter maneiras parecidas de viajar. Por exemplo, se um gosta muito de viajar estilo mochileiro e a outra pessoa não aceita de jeito nenhum compartilhar quarto em um hostel ou viajar de carona, em algum momento vai ter discussão na certa. Pela experiência que tenho e fui adquirindo ao longo destes anos, é super importante ter compatibilidades e maneiras parecidas de encarar uma aventura, passeio ou viagem mais longa.

Resolvi escrever este post para compartilhar com vocês 10 razões pelas quais viajar com um namorado ou coisa que o valha tem váaaaarias vantagens!!

1. Ter alguém com quem conversar
Falar sobre o que gosta ou o que te chama a atenção durante uma viagem é importante. Eu sei que isso a gente pode fazer com qualquer pessoa que estiver ao nosso lado, mas, muitas vezes, o seu namorado, que te conhece bem e fala o mesmo idioma que o seu, sabe o que você quer dizer ou porque certas coisas te chamam a atenção. E ter alguém com quem dividir certos momentos faz toda a diferença.

2. No more selfies!

praia

Quem não passou pela situação de tentar tirar uma foto de você mesma com toda a paisagem atrás e o braço fica na frente, a cara sai muito grande, etc. Viajando com alguém do lado, esse problema desaparece e você ainda pode conseguir fotos criativas ou divertidas que sozinho seria muuuuito difícil.
Amor, tira uma foto minha pulando assim, por favor!!

3. Dormir de conchinha

Venhamos e convenhamos, depois de um dia de muita caminhada e descobertas, nada melhor do que dormir abraçado com alguém e, se for de conchinha, melhor ainda!!

4. GPS interno
Eu não sei se isso também acontece com vocês mulheres, eu tenho poucooooo senso de direção. Se estou viajando e acho que tenho que ir para a esquerda, é certeza que tinha que pegar para o outro lado. Pode até parecer machismo isso que vou dizer, mas é que no meu caso sempre foi assim: os homens têm mais facilidade de geolocalização do que as mulheres.

Não digo que nenhuma mulher não possa se virar nesse sentido. O que quero dizer é que no meu caso, pelo menos, localização é meu ponto fraco. Entonces, nós deveríamos aproveitar essa habilidade masculinas já que pelo que parece, eles nasceram com um GPS incorporado!!

5. Apoio nas horas difíceis

viagem namorado

Quem já viajou sabe que nem todos os dias são maravilhosos. Tem dia que chove muito, outros que a gente pode ficar doente, sentir saudades de casa ou simplesmente ter um mal dia. E nessas horas nada melhor do que ter alguém do lado para dar aquele ¨colinho¨ e apoio tão necessário.

6. A preparação

viagem namorado

Dizem que uma viagem não é somente quando ela acontece. Também faz parte dela a preparação de uma viagem: escolher o destino, pesquisar sobre as passagens, vistos, vacinas necessárias, atrações para visitar, etc. Se isso for feito a dois fica muito mais leve e cada um pode ficar responsável de uma parte, sem sobrecarregar o outro.

Quando estamos planejando uma viagem, eu costumo procurar os lugares para dormir e quais pontos visitar, enquanto a outra pessoa pode ficar encarregada da logística: o que levar, como se locomover, etc.

 7. Não sei se tenho coragem

4994_1132973975220_4203222_n

Ter um companheiro para te dar força se você morre de vontade de pular de paraquedas ou de fazer bungee jump, mas falta um pouco de coragem. Quem melhor do que o seu parceiro para te incentivar e literalmente dar aquele empurrãozinho que falta?

8. Se conhecer melhor
Faz tempo que eu percebi que muitas vezes a gente pode se dar muito bem com alguém no dia a dia, mas não bate tão bem quando viaja com essa pessoa. Não todos somos iguais, não todos têm o mesmo ritmo, os mesmos interesses ou gostamos das mesmas coisas.

Por isso, eu acredito que uma viagem ajuda muito a conhecer melhor o seu parceiro, a mostrar quais são seus medos e os seus limites. E se vocês voltarem felizes de uma viagem, mesmo que existam alguns atritos, o que é normal, com certeza a relação de vocês também vai ficar mais forte! Meu conselho, antes de casar com alguém, faça uma viagem com essa pessoa, se possível uma que dure mais de um mês 😉

9. A volta

Uma viagem não termina quando ela acaba. Costumo dizer que ela pode durar a vida toda, se a gente quiser. Ver as fotos e relembrar os bons momentos com a pessoa que te acompanhou é uma delícia. Ok, a gente também pode mostrar a foto da Torre Eiffel para os amigos e familiares, mas não é a mesma coisa contar certas coisas e compartilhar esse momento com quem também esteve lá ao vivo e a cores.

10. Mais amor!
Não tem nada melhor do que rir junto com alguém que você gosta!! Acredito sinceramente que uma viagem pode unir ainda mais o casal, se for uma boa viagem. Porque também conheço pessoas que acabaram percebendo que não tinham muito em comum e se separaram depois de uma viagem. Pense, se vocês se deram bem numa viagem, onde os dois estão fora do seu dia a dia e da sua zona de conforto, já tem 50% de chance da relação de vocês seguir de vento em popa. A tolerância, o respeito e a admiração entre o casal também costuma aumentar!!

Você tem mais alguma razão para compartilhar aqui com a gente? Vou adorar saber. É só escrever um comentário aí embaixo!!

6 Comments

  • É verdade, mãe. Você também é uma super companheira de viagem!! Muitas aventuras e lembranças juntas 🙂 Beijosssss

  • Viajar é MUITO bom e se compartir bem melhor, nem sempre a companhia é aventureira, mas rir depois é fantástico x ex. viagem de trem para Budapeste, pizzo free, feiras na Sicilia , parar a alguém q esta com muita pressa para pedir q tire 1 foto tipo em Siena, andar de sapatos trocados, mala sem…
    Em fim muitas historias compartidas!
    beijos

  • Lourdes, parece que lo celebramos ese día nada más que por una razón comercial. Dicen que antiguamente el mes de junio no era un mes fuerte en ventas en el comercio. Además, se eligió el 12 de junio, que es un día antes del día de Santo Antônio, el santo casamenteiro 😉 En fin, como verás, somos creativos hasta para elegir fechas. Besotes!!

  • Viajar está bien solo o acompañado, claro que con compañía tiene todas las ventajas que tú narras y seguro que más. Pero sácame de una curiosidad, por qué se celebra allí San Valentín el 12 de junio, cuando es el 14 de febrero? Un beso y sigue contándonos tus historias!!

  • Hey, parabéns pelo casamento!!!
    Ainda não tive a oportunidade de viajar com namorado, mas deve ser tudo de bom mesmo.
    Abraçoss

Participe e deixe seu comentário.