11 motivos para conhecer o Irã

Curdistão - Irã
Você diria que essa paisagem é de uma cidade iraniana? Ela fica na cidade de Kermanshah, na região do Curdistão.

Eu sempre tive vontade de conhecer o Irã, esse país tão diferente e distante. Tinha ouvido falar coisas lindas sobre os iranianos e a curiosidade aumentava a cada dia. Finalmente consegui realizar essa viagem em maio de 2019.

Passei um mês conhecendo profundamente a cultura persa. Foi uma experiência tão fantástica que vou compartilhar aqui 11 motivos pelos quais você também deveria colocar o Irã na sua lista de próximas viagens!!

1. Ainda não é um destino turístico massivo
Esqueça ruas lotadas de turistas, mochileiros por todos os cantos e pessoas fazendo fila para tirar uma selfie. O Irã ainda é um desconhecido para muita gente (ainda bem) e não é todo mundo que se aventura por lá.

rasht-irã

A falta de turistas faz com que você seja parado na rua muitas vezes só para saber de onde você vem, que as pessoas queiram tirar foto contigo ou que alguém pague uma refeição pra você no restaurante.

2. Curta a hospitalidade persa
E isso me leva ao segundo motivo para visitar o Irã, a incrível hospitalidade persa. Eu nunca, nunca mesmo, estive em um lugar onde a hospitalidade fosse algo tão extremo. Eu pensei que sabia dar as boas-vindas aos visitantes, mas o que eu faço não chega aos pés dos iranianos.

Imaginem que eu fiquei hospedada 3 dias na casa de uma família através do CouchSurfing e a mãe deixou o seu quarto e a sua cama pra mim!!! Eu disse que não era necessário e até fiquei constrangida, mas ela fez questão e disse que os visitantes devem ser bem tratados.

irã - mulheres

Passei pela experiência de conhecer pessoas no metrô que me deram seus telefones e me convidaram para jantar em suas casas. Foram conversas muito rápidas e isso não aconteceria nunca no Brasil. Eu acabei não indo por falta de tempo e mesmo assim essas pessoas me mandavam WhatsApp para saber como eu estava.

Incontáveis vezes ouvi a frase: Welcome to Irã!! Please, when you go back tell everybody that we are good people. (Seja bem-vinda ao Irã!! Por favor, quando você voltar diga a todo mundo que nós somos boas pessoas).

Literalmente, e não estou exagerando, a hospitalidade persa é algo fora do comum para os nossos padrões latinos.

3. Prove pratos deliciosos
Cada vez que viajo, uma das coisas que mais gosto de fazer é conhecer a culinária local. Sou louca por doces e sempre quero provar todos. Os doces iranianos não foram uma exceção. Eles usam muito pistache, água de rosas (muito mesmo) para perfumar e saborizar, açúcar e açafrão!!

Deliciosa culinária persa

O doce que mais gostei é o sohan, tipo um caramelo duro com pistache e cardamomo. Comi vários!! Aliás, na cidade de Shiraz participei de uma aula de culinária persa que foi incrível. Aqui tem um post contando todos os detalhes.

Os iranianos adooooram arroz. Em quase todos os seus pratos o arroz é o acompanhamento principal. Nos supermercados é comum ver as pessoas comprando sacos de 5kg!!

Na mesa, muitas vezes uma parte desse arroz tem açafrão o que dá um colorido especial e uma outra variante é quando eles colocam uma frutinha avermelhada azedinha em cima, os barberries. Outra maneira persa de cozinhar o arroz é deixar dourar o fundo da panela. Essa parte é a preferida de todo mundo e chega até a dar briga na mesa!! Essa crostinha dourada tem o nome de tah dig e, geralmente, quem leva essa parte gostosa são os convidados.

O delicioso tagdig

Um prato que me apaixonei no Irã é o ash, uma sopa esverdeada feita de muitas ervas, grãos, iogurte e cebola frita em cima. Simplesmente deliciosa!!

culinaria-irã
Essa sopa (ash) é meu prato favorito do Irã

Quem acha que a culinária iraniana se resume só aos kebabs, está enganada. Nos pratos há uma mistura de azedo com adocicado e amargo com amargo. Por exemplo, a romã é muito usada por lá. Provei vários molhos à base dessa fruta que eram divinos. São muitas coisas diferentes para experimentar nesse país, acredite em mim!

Feira - irã
Frutas e sabores diferentes para se esbaldar no Irã

4. Patrimônios da Humanidade
O Irã tem nada menos do que 23 lugares que são patrimônios culturais e naturais da humanidade, escolhidos pela Unesco. Tem jardins, palácios, cidades antigas, ruínas e muito mais.

Eu visitei apenas alguns e fiquei encantada. Estes são os que visitei e fazem parte da lista de Patrimônios da Humanidade da Unesco: o Palácio Golestan (em Teerã), a cidade histórica de Yazd, a incrível praça de Meidan Emam (em Esfahan), as ruínas de Persépolis e alguns jardins persas.

Persépolis - lucila - irã
A bela Persépolis
Yazd - Irã
A cidade histórica de Yazd
hafez-shiraz
O belo jardim de Hafez em Shiraz

5. Seu dinheiro rende muito (vá logo!)
Quando estive no Irã (maio e junho de 2019) a moeda do país estava muito desvalorizada. Algo que é muito ruim para a população, mas é boa para os turistas, principalmente para quem vem de lugares onde a moeda é forte, como euro ou dólar. Leia aqui mais dicas sobre câmbio e que dinheiro levar para o Irã.

Esse cartão foi a minha salvação nesta viagem

Pra você ter uma ideia dos valores, durante essa viagem nunca paguei mais do que 3 dólares por um jantar (em restaurantes normais e bons) e por noite em hostels muito bons em quarto individual, com café da manhã, paguei no máximo 10 dólares. Realmente eu não sei por quanto tempo essa triste realidade, para os iranianos, vai durar. Muitos acusam as sanções americanas e as enrolações dos governantes iranianos pela crise financeira no país, mas enquanto isso os turistas fazem a festa, literalmente, por lá!

6. País muito seguro
Eu não sou a favor do regime iraniano e sou totalmente contra quando se mistura religião com política, mas a única parte que admiro dessa revolução islâmica (que está há 40 anos no poder) é a segurança que existe no país.

Me senti tão bem de poder usar meu celular na rua sem ter medo de ser roubada a qualquer momento, caminhar de noite sem correr risco de ser assaltada. Muitas vezes, para você ter uma ideia, como o dinheiro lá é meio complicado de entender porque tem muitos zeros, algumas vezes cheguei a abrir a minha carteira e pedir para o vendedor tirar a quantia certa!! E acredite, eles sempre faziam certo sem enganar ninguém.

mesquitas - irã

De uma maneira geral, achei o Irã um país super seguro, principalmente para mulheres que viajam sozinhas, como foi o meu caso. Não tive nenhum problema com relação a isso, em nenhum momento.

7.  Visite desertos e montanhas
O Irã é um país bem grande, tem uma população de 81 milhões de pessoas, e climas muito diferentes. Justamente por isso, as paisagens são muito diversas.

Ao norte, perto da cidade de Rasht, fica a região mais verde com florestas e muita vegetação, além do Mar Cáspio.

Mar Caspio
Minha alegria de estar no Mar Cáspio

No sudoeste do país fica um dos desertos mais famosos, o Lut onde as temperaturas já chegaram a bater 70°C!

O Irã tem uma região montanhosa linda que é uma festa para quem gosta de escalada e trekking. E ao sul do país, tem praias e algumas ilhas que são o point favorito dos iranianos durante o inverno, porque no verão é muuuuito quente.

Shiraz - Lucila
Lago salgado a poucos km de Shiraz

8. Seja convidado para um casamento
Se você tiver sorte como eu, pode até mesmo ser convidado para ir a um casamento. Eu já tinha ouvido falar histórias de viajantes que também foram convidados a participar de festas e aniversários.

Eu estava na parte do Curdistão, na cidade de Sanandaj, e uma amiga da família que me hospedou me convidou para ir ao casamento do seu primo. Acabei ficando um dia a mais nessa cidade só para poder ir na festa. Achei que não deveria perder essa oportunidade única.

Foi uma delícia ter participado desse evento, ainda mais porque era uma celebração curda. Este é post completo contando sobre esse casamento.

casamento-curdo-lucila
Eu no casamento curdo, uma oportunidade incrível para conhecer mais da cultura do Irã

A Sarah me emprestou um vestido dela e lá fui eu para a festa. Adorei ver que da porta pra dentro, em eventos particulares, as mulheres e os homens se comportam de uma maneira diferente do que nas ruas. A liberdade ali é muito maior.

Se não fosse pelo idioma ou pela música, eu poderia achar que estava em um casamento no Brasil mesmo. Foi uma experiência incrível, dessas coisas que só acontecem quando estamos viajando e abertos a ir um pouco mais além!

9. Viaje em trens e ônibus super confortáveis
Como já comentei acima, o Irã é um país bem grande e para conhecer várias cidades uma boa opção é viajar de ônibus e em alguns trajetos de trem. Os ônibus (VIP) são ótimos, muito melhores do que os nossos leitos do Brasil.

Esperando o busão para voltar para Teerã

Eu viajei em alguns que tinha até monitor individual pequeno (tipo de avião mesmo), com direito a poltrona reclinável, chá e lanchinho. Os trens também são excelentes, mas acabei não usando. Fiquei com muita vontade!!

10. Faça um piquenique no meio da estrada
Fazer piquenique é parte mesmo da cultura do Irã, não importa a classe social. Essa é uma das coisas que achei mais fofas dos iranianos.

É super comum ver pessoas viajando com grandes cestas de piquenique, uma toalha grande para estender no chão e muita comida. Eles levam isso tão a sério que vi várias famílias, literalmente, preparando a comida mesmo com um pequeno botijão de gás no meio das praças.

piqueninque - irã - lucila
Fazendo piquenique com uma família que me deu carona na estrada

Eu peguei carona com uma família muito simpática quando estava indo visitar a pequena vila de Uraman-takht e em um trajeto de menos de 300km eles pararam duas vezes no meio da estrada para fazer um piquenique com direito a melância, queijo, tomate, chá e pão. Adorei a experiência!!

11. Conheça mesquitas incríveis
Esse é um extra porque a lista era só de 10! O Irã tem algumas das mesquitas mais belas que já vi em toda a minha vida. A maioria tem essa cor azul-turquesa nas cúpulas que chega até a doer os olhos de tão lindo!

A arquitetura islâmica já é um show por si só, agora imagina isso misturado com mosaicos coloridos incríveis e caligrafia árabe!

mesquita - irã

Uma das mais lindas, na minha opinião, é a Imamzadeh Saleh em Teerã. Outra que gostei muito é a famosa Pink Mosque, em Shiraz. Do lado de fora você não dá nada até que entra e se encanta pelo seu colorido pátio em tons de rosa.

No interior tem vitrais multicoloridos que ganham um brilho especial quando o sol bate lá pelas manhãs e ilumina a parte de dentro da mesquita.

pink mosque - irã - lucila
Pink Mosque
pink mosque - irã - lucila
Pink Mosque

Mais posts sobre o Irã:

Você já conhece o Irã e quer me ajudar a aumentar esta lista de 11 motivos para conhecer o país ou tem alguma dúvida e quer me perguntar? Vou adorar saber. É só deixar um comentário aí embaixo.

Participe e deixe seu comentário.